terça-feira, 27 de novembro de 2007

O BICHO TA PEGANDO

Dois mil anos tem sido o tempo das civilizações : elas nascem, crescem, amadurecem e morrem. Como não houve "evolução" - a não ser tecnológica - nós nos encontramos á beira do grande caos. Para mudar esse destino, só mesmo muita consciência política, ecológica, humana, maternal, fraternal, coletiva ... radical. Mas entendam : não precisamos de religiões ! Precisamos de pessoas atentas , de gente inteligente e naturalmente feliz. Tout simplement. mdl/2007

terça-feira, 20 de novembro de 2007

Infinita Tristeza

Por favor, estejam seguros, o adolescente esfaqueado nesta foto não está morto. Ele sobreviveu ao ferimento que por muito pouco não lhe cortou a veia jugular. Esse mesmo adolescente já foi esfaqueado na perna direita. Ele tem, hoje, apenas quinze anos. Vive pelas ruas do Centro Histórico de São Luis com seu irmão (hoje com dezessete anos) desde 2007. A história deles é parecida com a maioria das histórias de crianças cujos pais são separados, a mãe um dia resolve se casar novamente, escolhe mal o marido, ele bebe e vira um padastro cruel...As crianças fogem de casa e caem nas armadilhas de um baixo mundo de drogas destruidoras e ficam expostos á todo tipo de violência..


Le Brésil c trash en c moment... La vie n'y a aucune valeur. Aujourd'hui, encore un touriste et tout le pays cibles et victimes de la violence de la misère couleur locale. Des armes et des larmes... Sous le soleil on perd la tête. Manque d'argent, manque de moyens, excès de négligences... d'alcool, de corruption ... Manque d'education, manque d'instruction, manque de santé... Les églises, et autres, minent les gens, gagnent de l'argent... Injectent des pré-jugements... Et le gouvernement?! Ne fait rien de ce qu'il est censé faire pour sa population. Trop occupé a vendre du pétrole et du soja... Les homes sont même entrain de transformer le monde en "lixo", poubelle. "Infinita tristeza..." Que pouvons nous contre cette "globo nivelation par le bas"? Désolée si mes pensées sont de plus en plus pessimistes envers notre avenir, mais réagir c'est urgent !!! Marilia de Laroche/São Luis19112007

quinta-feira, 11 de outubro de 2007

Censura não !

Acabei de receber ... Até mais tarde . 11/10/2007 Globo (Brasília): Câmara se queixa do "Casseta & Planeta" Pressionada por deputados, a Procuradoria da Câmara vai reclamar junto à Rede Globo pelas alusões feitas no programa "Casseta & Planeta" exibido terça-feira passada. Os parlamentares reclamaram especialmente do quadro em que foram chamados de "deputados de programa". Nele, uma prostituta fica indignada quando lhe perguntam se ela é deputada? O quadro em que são vacinados contra a "febre afurtosa" também provocou constrangimento. Na noite de quarta-feira, um grupo de deputados esteve na Procuradoria da Câmara para assistir à fita do programa. Segundo o procurador Ricardo Izar (PMDB-SP), duas parlamentares choraram. Izar se encontrará segunda-feira com representantes da emissora, para tentar um acordo, antes de recorrer à Justiça. O presidente da Câmara também se disse indignado: - O programa passou dos limites. Eles têm talento suficiente para fazer graça sem desqualificar a instituição, que garante a liberdade para que façam graça. O diretor da Central Globo de Comunicação, Luís Erlanger, disse que a rede só se pronuncia sobre ações judiciais, depois de serem efetivadas. Os humoristas do Casseta & Planeta não quiseram falar sobre o assunto, dizendo não querer "dar importância à concorrência". NOTA DE ESCLARECIMENTO "Foi com surpresa que nós, integrantes do Grupo CASSETA & PLANETA, tomamos conhecimento, através da imprensa, da intenção do presidente da Câmara dos Deputados de nos processar por causa de uma piada veiculada em nosso programa de televisão. Em vista disso, gostaríamos de esclarecer alguns pontos:1. Em nenhum momento tivemos a intenção de ofender deputados ou prostitutas. O objetivo da piada era somente de comparar duas categorias profissionais que aceitam dinheiro para mudar de posição 2.Não vemos nenhum problema em ceder um espaço para o direito de Resposta dos deputados. Pelo contrário, consideramos o quadro muito adequado e condizente com a linha do programa.3. Caso se decidam pelo direito de resposta, informamos que nossas gravações ocorrem às segundas-feiras, o que obrigará os deputados a " interromper seu descanso." Equipe do Casseta & Planeta

domingo, 7 de outubro de 2007

Laicidade no ensino publico no Brasil : missão impossivel.

Laicidade no ensino público no Brasil : missão impossível. O assunto é delicado. Mexe com a massa, o povão. Mexe com boa parte da classe média que de uns vinte anos pra cá anda na pinimba, na depressão. Mexe com os "carneiros e ovelhas" que seguem "religiosamente" o que ordenam pastores, papas, padres, popes , todos reinvindicando a glória de serem nada menos que « representantes de Deus na Terra», "Ministros do reino que nunca acaba". Quanta prepotência, quanta soberba, quanta cara de pau ! O assunto é tão “sagrado” que qualquer divergência de pensamento seria considerado blasfêmia com risco de linchamento em via pública. Chocante a onipresença das igrejas que cobram dízimos no país. Chocantes os discursos de “pastores” na televisão. “Nas escolas, nas ruas, campos, construções” o assunto é a volta de Jesus. Deixaram de lado o ensino da organização social e política do país para encherem a cabeça das crianças com histórias de demônios que vêm puxar as pernas de quem não acredita em Deus. Acorda povão! Vocês não vão querer ficar bitolados como os extremistas mulçumanos, judeus, católicos, "crentes" e demais radicais, vão ?! Não vamos voltar á idade média, "pelo amor de deus"! mdl / 07 10 2007

Le sujet est délicat. Cela touche la masse, le grand peuple. Touche une bonne partie de la classe moyenne que vit depuis quelque temps dans les soucis, la dépression. Touche les « moutons » qui suivent « religieusement » ce qu’ordonnent pastors, papes, prêtes, popes, tous revendiquant la gloire d’être rien de moins que « représentants de Dieu sur Terre », « ministres du Royaume qui ne finit jamais ». Combien d’arrogance, de manque de scrupule. Des gens sans gêne.
Le sujet est tellement « sacré » qu’une quelconque divergence de pensé serait considéré blasphème avec risque de linchement sur voie publique. Choquante  l’omnipresence de l’église qui demande le dizime au pays. Choquants les discours des “pastors” á la telé.

“Dans les écoles, dans les rues, champs, constructions” le sujet est le retour de Jésus. On a enlévé l’enseignement de l’organisation sociale et politique du pays pour remplir la tête des enfants avec des histoires de démons qui viennent tirer les jambes de ceux qui ne croient  pas en Dieu, ou qu’on doit casser les images …
Réveillez vous population ! Vous ne voulez pas devenir « coincés » comme les extremistes musulmans, juifs, catholiques, ayatollahs et radicaux, si ?! Ne revenons pas au moyen âge, “pour l’amour de Dieu”!
Marilia de Laroche / 07 10 2007

sexta-feira, 21 de setembro de 2007

Serão necessários mais dois mil anos ?

Me dei conta de que a situação da gente que eu fotografo há trinta anos no Brasil, não mudou! Aliás, a bem da verdade , piorou, e muito. Eu fotografo as pessoas nas ruas, campos, becos e avenidas, mas nunca tinha visto tanta gente em ruinas como tenho visto desde que voltei , há um ano, para o Brasil . Nunca tive contato com tanto ladrão e golpista. Nunca tinha visto tanta bandalheira, tanta gente ignorante. Escolhi viver e trabalhar no Maranhão achando que aqui eu ainda poderia oferecer aos meus filhos um Brasil menos violento, parecido com aquele da minha infância... Qual o quê ! Aqui o bicho também tá pegando. A gente se sente cansada, injustiçada, violentada, de mãos atadas, sabendo que essa é a realidade do Brasil, sem poder reagir. Tentam me convencer que é assim de São Paulo para cima. O sul, dizem, é uma maravilha. Mas é frio! Será então, que justamente o sol, será o sol o culpado? O sol faz as pessoas beberem cerveja e encherem a cara. E por aí se vai até que pessoas sem um pingo de instrução, educação ou respeito ao próximo gerem pessoas que a própria sociedade transforma em monstros que assaltam, matam, sequestram e estupram com todo tipo de violência. Hoje o Brasil está se dando conta de quanto ladrão tem no país?! Tem ladrão do senador ao vereador, ladrão pobre, ladrão rico ... Ladrão pobre assalta gente mais pobre que ele ou um pouco menos pobre que ele. Assalta a gente pobre que está podendo comprar, á prestação, se endividando, mas comprando, felizes da vida se sentindo parte do "desenvolvimento do país". Ah o tal do "crescimento econômico"... O brasileiro, às vezes, parece mesmo um bando de hienas. Vive rindo, se achando, consumindo tudo de má qualidade, mas se achando! Escolas de má qualidade, ensino e professores de má qualidade, hospitais e médicos de má qualidade, construções de má qualidade, mão-de-obra de má qualidade, estradas de má qualidade, aeroportos de má qualidade... políticos de má qualidade !!! O brasileiro tem se dependurado num único livro esperando que Jesus volte e que Deus nos livre de todo o mal que fizemos, fazemos e faremos. Dizer que Deus é brasileiro hoje chega a ser blasfêmia. O Brasil está longe de ser "o melhor país do mundo" ! Enquanto todos os brasileiros não puderem nascer nos mesmos hospitais e saírem das escolas com o mesmo nível de instrução, nós nunca vamos poder sequer "sonhar" com igualdade social. Repensar o Brasil também é urgente ! MDL 21 09 2007

sábado, 15 de setembro de 2007

Consommer, travailler et produire....Consumir, trabalhar e produzir, consumir, trabalhar e produzir...

La gouverneuse du Rio Grande do Norte, est allée à São Paulo démontrer que son État est "une grande affaire". Est-ce bien necessaire que la presse soit si "impartielle"? Tellement "complice". Pourquoi ne pas critiquer ce monde consommateur? Est-ce qu'on ne voit pas qu'il faut ralentir ? Aujourd'hui, gouverneurs, maires et presidents sont des pseudos connaisseurs des problèmes de la vie qui font de la publicité pour une économie dévastatrice pour le peuple de la planète. On vend de tout: avion, uranium, manganèse, bois... terres... On vend des gens, des organes!! on vend des armes, de la nourriture transmodifiée!!!.. On vend même des rêves ! Et tout le monde en achette. mdl11/09/2007 




A governadora do Rio Grande do Norte foi á São Paulo mostrar que seu estado é “um grande negócio”! Será que a imprensa precisa ser assim tão « imparcial »? Tão « conivente »? Por que não criticar abertamente esse mundo consumidor? Serà que não vêem que é preciso desacelerar? Hoje, governadores, prefeitos e presidentes que são pseudo conhecedores dos problemas da vida que viraram garotos propaganda de uma economia devastadora para o povo do planeta . Vende-se de tudo : avião, urânio, manganês, madeira… terras. Vende-se gente, órgãos, armas, comida transmodificada. Vendem até sonhos ! E todo mundo compra ! mdl 11/09/2007.

quinta-feira, 13 de setembro de 2007

Decoro = Decência

O que nós assistimos ontem foi mais uma demonstração de desprezo, desrespeito e humiliação imposta ao Povo brasileiro. "Decoro", gente , é "decência" e o que o país está passando desde que descobrimos que o senador Renan Calheiros, presidente do Senado do Brasil, tem uma amante, que a amante é jornalista e com ela o senador tem uma filha para a qual nós brasileiros pagamos uma pensão de 12 mil e 500 reais ! ... desde então achamos tudo uma indecência. Quase obscenidade... é demais !!! Se esse homem tivesse "decoro", ele teria ao menos poupado o Povo brasileiro - que com seu voto "livre porém obrigatório" votou nele (e nos outros !) - teria renunciado permanecer sob os holofotes de tamanho escândalo para o país. Mas renunciar á um salário tão alto e á um cargo de tanto poder ?!... No fundo ele sabia que por falta de "decoro", por falta de "decência" ele seria absolvido pois , sejamos francos, a maioria dos nossos parlamentares não têm. Quantos ali também não têm amantes? Talvez para o seu "pecado" de adultério as rezas que ele foi fazer logo depois que o Senado o absolveu valham o perdão do deus ao qual ele recorreu. Mas serà que para os pecados de "sacanagem com o dinheiro do povo" ,"ganância de poder" , "apropriação indébita de dinheiro público", "roubo qualificado", "desrespeito á Nação e á Constituição", será que ele escapa? Que deus serà esse que a tudo perdoa?! Marilia de Laroche - São Luis, 13 de setembro de 2007

terça-feira, 11 de setembro de 2007

Heroismo Anônimo

Até o presente momento, o ser humano é o que mais me decepciona neste mundo. Eu mesma já fiz coisas que até os deuses duvidam, mas eu faço tudo para evoluir, eu me corrijo, e, sempre que posso, sou uma pessoa legal. Isso não é uma afirmação piegas ou sem modéstia, é apenas uma constatação. Digo também “sempre que posso” porque não é fácil ser legal o tempo todo, justamente porque a gente lida cotidianamente com um número considerável de pessoas que não são legais. O pior é que eu tenho tendência a ser meio radical com quem extrapola “les bornes de la limite” do aceitável. Gente violenta, gente pilantra, politico corrupto, gente falsa, assassinos de almas e de gente, gente desarmoniosa, policial cheio de pulseira, corrente de ouro e camisa semi aboatoada coçando o saco, mulher ruim para com os filhos, pais relapsos... não dá para suportar ! E se a gente deixa prá lá, esses tipos são os que mais se proliferam no planeta. Verdadeiras ervas daninhas. Já viu como elas invadem sua horta? Se deixar elas matam seus tomates e tudo que você pode comer. Tem que arrancar ! E é aí que me decepciono ainda mais com o ser humano no geral, porque quando alguém denuncia ou pega um sacana desses, uma dessas merdas que sujam a humanidade... nada acontece. Quer dizer, sim, passa na televisão, dá para vender mais revistas, vira assunto para mais uma semana nas esquinas e nas filas de bancos... Mas fica só nisso. Não dá nada. Ou quando dá – pois não se pode fechar os olhos para a quantidade de gente que rouba e mata enchendo os presídios de nossas grandes e pequenas cidades – quando acontece deles irem para a prisão, só dá gente pobre ou meio pobre, ou meio rico. Gente rica, gente milionària, gente arquibilionària, como existem tão poucos nesse mundão de todos nós... Esses só caem nas malhas da justiça se um outro ricaço arquibilionário se sentir ameaçado. No final a gente pensa até que são todos ladrões. Será que existe exceção? Na maioria dos casos de crimes o motivo é o dinheiro. Mesmo quando não é dinheiro em sua forma mais líquida. Hoje lendo o jornal, eu tive uma grata surpresa em meio as tantas absurdidades das decisões políticas de homens insanos que infelizmente governam o mundo. A grata surpresa veio de um homem simples, motorista de uma ambulância no estado do Maranhão. Esse homem transportou uma mulher e sua filhinha de dois dias, prematura de sete meses, numa ambulância (não se sabe se superfaturada) do município de Presidente Dutra até São Luis para serem atendidas com urgência. A mãe e a criança foram recusadas em dois hospitais pediátricos da cidade. Revoltado, ele parou a ambulância na porta de uma delegacia e registrou queixa contra os hospitais Materno e Infantil, lotado na hora dos fatos, e Maternidade Marly Sarney onde funcionários alegaram que "o hospital não prestava atendimento emergencial á recém-nascidos oriundos de outras unidades médicas". O motorista da ambulância deu queixa em delegacia ! A criança foi atendida, enfim. Esse homem simples que teve a coragem de enfrentar e denunciar essas duas entidades , esse homem, cujo nome nem aparece na reportagem, esse, prà mim, é um herói.Desses que a gente gostaria de ver multiplicados Brasil afora! mdl/30072006

sábado, 8 de setembro de 2007

Tem Tripanossoma Cruzzi na polpa do Açai

Quando eu era criança, lá em Minas Gerais, eu só tinha medo de um "bicho" : o tal do bicho barbeiro. Só de falar o nome já me dava asco e eu me arrepiava com a idéia de que aquele inseto fedido e gosmorento podia transmitir uma doença assim tão temida como a de Chagas. Agora ele ameaça na polpa do açaí?! A crendice popular ainda junta ao perigo a lenda de que, se picado pelo barbeiro, a morte é certa em sete dias, setes meses ou sete anos. Pois então ?!! Só que lá em Minas, o que eu pensava que fosse o barbeiro era na verdade um "percevejo" da mesma família e que apesar de alcançar o tamanho cinco vezes maior que o do "barbeiro" verdadeiro, era também fedido e gosmorento. O cheiro que ele exala ao ser ameaçado ou esmagado é medonho. Eu tinha pavor. Não, eu tinha fobia. Melhor dizendo, eu ainda tenho fobia desse bicho transmissor de um protozoário tão infecto! Mas pasmem, eu só fui mesmo dar de cara com "barbeiro", mais que verdadeiro, aqui em São Luis, capital do Maranhão! Eu achava que com ou sem pontinhos amarelos nas bordas de sua forma sinistra, todo percevejo era o da doença de Chagas. Só agora, aos quarenta e sete anos de idade eu me deparo com ele. E ele não estava só. Primeiro achei um na cozinha do sítio onde morávamos , lá na Maiobinha, depois mais dois , um no quarto de meu filho e outro na sala de televisão. Olhei em volta pela janela e imaginei quantos não estariam alojados naquele imenso terreno. Não, eu não entrei em pânico. Eu pensei em meus filhos e dei um jeito de limpar á fundo e detetizar a casa toda com o produto mágico que me indicou minha mãe, esta, fobiosa de barata. Despejei K'Otrine em volta da casa toda. Lavei o chão da casa e das varandas com K'Otrine...Despejei K'Otrine em volta das portas, bueiros e janelas...Quase morri envenenada pelo K'Otrine... Quando nos mudamos, seis meses depois, para "nossa casa" enfim...  em pleno centro histórico de São Luis, eu tive que fazer a mesma coisa. Aqui não temos mais baratas, mas pelo visto temos barbeiros. A inspeção sanitária esteve aqui e o fato foi comunicado. O ideal seria que eles mandassem uma equipe nas casas para as devidas providências e para a coleta de sangue para os exames que podem salvar vidas. Existe o medicamento que deve ser tomado tão logo sejam detectados os primeiros sintomas. Mas gente , aqui é o Maranhão e é ainda selvagem ! Tem "barbeiro" até no trânsito. Ichi, mas tà é infestado ! mdlsaoluis 8/9/07

segunda-feira, 3 de setembro de 2007

Um hectar pra cada

Non á toutes megalopolis et zonne industrielle! Un hectar par famille cela serait pas mal. Un demi hectar serait deja legal.[Lutons pour un hectar! Lutons pour un hectar!!! Não á toda megalópole e zona industrial! Um hectar por família não é nada mau! Meio hectar já seria legal ! Vamos lutar ! vamos lutar por um hectar !!! mdl2006

Fotografo o cotidiano

No dia a dia, entre os filhos, a casa e a vida nova, eu fotografo a cidade e sua gente. Não saio exclusivamente para fotografar nem fico esperando a luz perfeita. Na bolsa eu carrego sempre comigo minha Casio Z-40 de apenas 4 milhões de pixels e que é quase uma protese, um prolongamento do meu braço guiado pelo meu olhar. Isso me convém. Hoje, utilizar uma super câmera em alguns lugares do Brasil é correr risco de morte e felizmente não tenho mais a coragem de trinta anos atrás. Marilia de Laroche