terça-feira, 31 de maio de 2011

Capa de uma revista brasileira em 2009

Já disse e repito, sou contra tudo o que Sarney representa para o Brasil. Não sou só contra ele, sou contra todos os políticos indecorosos que temos nesse país. Nesse episódio de ontem quando o "presidente do Senado" , o velhaco político, truculento e , sinceramente, inútil, caminhava pelos corredores do "Túnel do Tempo" da Casa do Povo e mostrava, a alunos do ensino fundamental, os painéis da exposição que conta a história da prestigiosa "Casa". Na exposição , simplesmente não constava o painél contando a história de um dos mais importantes momentos da história da política brasileira: o impeachment de Fernando Collor. Aquele que jogou o páis na lama e matou de desgosto o meu avô. Aquele que a juventude condenou inundando as ruas e o congresso colocou pra fora. O Sarney teve o descaramento de dizer que esse episódio talvez tenha sido esquecido "pois foi um acidente, nunca deveria ter acontecido". Francamente!!! Acidente foi ele ter virado presidente! E a morte de Tancredo ... Esse fato, sim , é que nunca deveria ter acontecido. Nem podemos afirmar que tenha sido um "acidente"... Ter Sarney como predidente é que é um fato que deveria ser esquecido.
Notícia de última hora: parece que ele voltou atrás e mandou colocar o painél com o impeachment no Tunel do Tempo do Congresso... Menos mau! A verdade já causou efeito. Mas por que omitiu também os painéis de Itamar Franco, Fernando Henrique Cardoso e até o do Lula ?! Só o painel com a foto dele está em destaque. Assim como sua biografia "autorizada" , Sarney está tentando escrever uma outra história. Uma estoria prá boi dormir!