sábado, 9 de fevereiro de 2008

Tropelia de elite

Faz tempo eu não comprava jornais. Ás vezes faltava tempo para ler (fase de adaptação), depois o problema era a má qualidade do que eu lia. Tem gente preconceituosa demais escrevendo "verdades incontestáveis" na imprensa do Estado do Maranhão. O texto da Liliam Freitas , "Tipo Assim", "Galera", "O Orgulho dos colonizadores"... por exemplo... publicado assim num sábado... Quanta raiva, quanto rancor, quanta intolerância ! Sabe Liliam Freitas, é verdade sim que o período das colonizações foi terrível para a humanidade. O marco mais sangrento, o "estupro" mais nogento que os homens cometeram contra sua própria raça. Tenhamos sempre em mente ... essa história ainda não acabou. Mas se "os colonizadores" erraram, não vamos nós, "colonizados" fazer a mesma coisa. Errando vem a humanidade desde antes dos tempos da implantação do calendário cristão. Desde que mataram o tal Jesus. Quem foi que escolheu Barrabàs? Então Liliam Freitas, depois de ler sua raiva nesse texto, li outros (tantos !)que você escreveu (sempre para o mesmo jornal ). Você é tão preconceituosa quanto perigosa. Sua conclusão sobre Tropa de Elite é no mínimo integrista. Você não conhece nenhuma pessoa de bem que fuma um "baseado" ? Além de tomar as falas da personagem principal - um policial estressado, preconceituoso, neura, revoltado- você ainda acusa "playboys" de matarem nossas crianças. Liliam Freitas, quem mata nossas crianças são pessoas acima de qualquer suspeita . O Brasil precisa urgentemente instruir sua polícia e investir em saúde, educação, arte e cultura para todos. É preciso urgentemente acabar com o preconceito e a hipocrisia porque laquê, cigarro, ignorância, cachaça, cerveja e carro bacana matam mais que tudo no país e são vendidos livremente . mdl09/02/2008